segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Ser louco e tentar ser ouvido, é como gritar no deserto

Não sei se é uma boa comparação, mais me veio a cabeça agora e queria deixar registrado.

Todos assistem filmes de suspense ou terror?Normalmente filmes onde tem os "loucos" é exatamente o que nós(torcedores) que não nos calámos somos taxados e é exatamente o que acontece conosco.

veja bem, aguantamos o maximo que pudemos, ai começamos a falar, os poderosos comaçam a ficar incomodados, as pessoas que não enchergam e as que não querer que sejamos ouvidos começam olhar torto, logo depois se continuarmos a falar somos presos, ai se agredimos somos presos e dados como loucos ignorantes, e ai ficamos realmente loucos...

Porque enquanto pessoal matam, fazem maldade, roubam, pessoas que tentam mudar são presas e taxadas de loucas, é como gritar no deserto, onde não pode ser ouvido.

Não sei se ficou claro, mais queria deixar registrada caso eu ache outra forma de explicar melhor isso!

um filme bom pra retratar um pouco do que eu digo, é "O suspeito da rua Arlingthon!" cujo slogan é "Sua paranoia é real"...
Abraços e Beijos
El pibe Gui

Nenhum comentário:

Seja bem-vindo ao Expulsos de Campo

O publicitário, roqueiro e torcedor do Santo André, Guilherme Pibe, traz a visão "underground" de toda cena do futebol e do rock´n roll juntos em um só blog.



Para ver os vídeos do EDC, clique aqui.